PROERD... UM PARCEIRO DA PAZ!!

A sociedade brasileira nos últimos anos entrou para o grupo das sociedades mais violentas do mundo com altíssimos índices de violência urbana, doméstica, familiar, contra a mulher e principalmente na escola, tal violência chega a superar a do Oriente Médio ou da África, locais onde há guerra civil. A violência, que antes estava presente nas grandes cidades, espalha-se para cidades menores, à medida que o crime organizado procura novos espaços. O clima de insatisfação e de medo que assola o mundo pode ser estimulador da criminalidade e da violência que atinge todos os seguimentos da sociedade. Diante de tal situação a sociedade tem se comportado com indiferença em relação às pessoas socialmente frágeis que muitas vezes usam condutas violentas como forma de proteção ou de intimidação. Nesse contexto, as crianças e os adolescentes se apresentam como foco de preocupação para os pais e educadores, justamente por viver numa sociedade em transformação, onde a escola sofre os reflexos dos fatores de violência externa que tem gerado conflitos dentro da sala de aula, comprometendo a aprendizagem e as relações interpessoais. Sendo assim, “a violência no ambiente escolar” é um tema que está em evidência nos noticiários, jornais, revistas, enfim na mídia do mundo todo. Por isso se faz necessário investigar como a violência se instala na escola, quais fatores contribuem para a acentuação, como os educandos e educadores se comportam, como a escola tem reagido e que meios a instituição tem lançado para conviver com a mesma, já que a violência vem assumindo dimensões diferenciadas e contextualizadas, por ser um fenômeno complexo e resultante de múltiplas determinações.
A violência vivenciada pelos jovens nas escolas e na sociedade é uma realidade notória, e não é um fenômeno novo, porém vem assumindo proporções ainda maiores, onde a escola não sabe que medidas tomar para minimizar este problema. Diante de um problema tão grave como este, e denunciado todos os dias pelos educadores, a Escola Instituto Municipal João Cândido Filho Fundamental (localizada na zona urbana, de Carnaúba dos Dantas), vem desenvolver pela Professora Fátima (Fatoca) o Projeto SONHOS E POSSIBILIDADE PARA UMA SOCIEDADE SEM VIOLÊNCIA”, que envolve alunos do Curso de Informática do 6º ao 9º ano, educadores, equipe técnico-pedagógica, diretor, vice-diretor, polícia militar por meio do SD PM Iranildo, responsável pelo Proerd, Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Campus Currais Novos), Secretaria de Educação, Prefeitura Municipal e sociedade civil.
Assim, vivendo numa sociedade tecnológica e dispondo dos mais variados meios midiáticos disponíveis, a escola desenvolve este projeto usando um aparato voltado para a inclusão digital, usando principalmente a internet, o computador e o jornal impresso (Cartilha educativa). As potencialidades de tais mídias reúnem simultaneamente a imagem, a cor, o som e os efeitos visuais e sonoros que conseguem prender a atenção do educando, facilitando o trabalho do educador e favorecendo a aprendizagem do educando. Nesse sentido, percebe-se que o uso das mídias no ambiente escolar, em especial no laboratório de informática, possibilita a construção e o desenvolvimento da autonomia dos alunos enquanto sujeitos de sua aprendizagem. Dessa forma, o proerd sertão contribuirá sempre como parceiro em qualquer atividade que promova a PAZ.

Comentários

Postagens mais visitadas